Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

O essencial sobre José Sócrates e o Partido Socialista

 

Gostei imenso da crónica do Manuel Falcão, no Metro de hoje. De facto, desde que José Sócrates perdeu as eleições, o PS nem tempo de luto deu aos seus militantes e eleitores - os dirigentes rapidamente limparam as lágrimas, esqueceram o Primeiro-Ministro demissionário e trataram de escolher um lado nas novas barricadas: Seguro, Assis ou Fonseca Ferreira.

 

O problema é que, como diz Falcão, a factura ficou por pagar e vai sobrar novamente para nós, contribuintes. Obrigadinho Zé, será que quando for a Paris me pagas um almoço?

 

A crónica, pode ser lida aqui.

O Partido Socialista é muito parecido com o Sporting. Mas será ainda mais se António Costa concorrer para a liderança do partido.

 

 

José Sócrates está para o Partido Socialista como José Eduardo Bettencourt estava no dia em que abandonou o Sporting. António José Seguro é portanto o novo Bruno Carvalho do PS. Já António Costa aparece na mesma posição de Godinho Lopes e Assis resume-se a um mero Dias Ferreira do tabuleiro cor-de-rosa.

Tal como no Sporting, a luta entre António José Seguro (Bruno de Carvalho) e António Costa (Godinho Lopes), caso fosse candidato, poderia ser muito dura. Tal como no Sporting (contra mim falo por ser sócio), não me parece que nenhum deles consiga ganhar já o próximo campeonato.

A diferença entre o Sporting e o Partido Socialista é que tudo aponta para que neste último ganhe António José Seguro (Bruno de Carvalho).

 

PS1 - Tudo podia ter sido diferente se Godinho Lopes tivesse apoiado Dias Ferreira.

PS2 - Dizem-me que a foto de Francisco Assis não está correcta (que se lixe!).