Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Equidade fiscal.

 

Enquanto a França anuncia um imposto extraordinário de 3% a ser pago unicamente pelos contribuintes que ganham rendimentos acima de 500000 euros, e a aplicar só em 2012, Portugal já demonstrou que é possível ir muito mais longe. O imposto extraordinário cá é de 3,5%, a ele só escapam os indigentes e os rendimentos de capitais, é aplicado já aos rendimentos de 2011 e será pago em grande parte ainda no fim deste ano. Aqui temos um exemplo típico do entendimento que em Portugal se tem da equidade fiscal. Como é que a França não se lembrou disto para assegurar um orçamento ainda mais equilibrado já em 2011?

Hipocrisia Internacional Sempre

Os embargos à venda de armas só chegam depois de as armas já terem sido vendidas e depois dos compradores-ditadores as terem usado - matando.

 

A União Europeia (UE) adotou hoje [na Segunda-feira] formalmente sanções contra 13 dirigentes sírios e um embargo de armas à Síria, que entram em vigor na terça-feira, noticia a AFP. Ler o resto aqui.

 

Tão interessante, tão coerente esta lista de fornecedores militares: Irão, Coreia do Norte, China, Rússia e França.

 

Uma Provocação-Previsão de Política Internacional

 

A 10 de Abril de 2010 registei que a França, membro da NATO, vende armas ao maior inimigo da NATO, a Rússia (ler aqui) e escrevi a seguinte "provocação":

 

que a França seja expulsa da NATO. Se quiser, que vá lá fazer um Pacto de Varsóvia qualquer com a Rússia (ler aqui).

 

 

Entretanto, um ano passou e aquilo que escrevi como provocação parece agora transformar-se numa previsão ou, pelo menos, numa possibilidade não muito longínqua:

 

O partido de extrema-direita francês Frente Nacional (FN) retirará a França da NATO e criará um relacionamento privilegiado com a Rússia se chegar ao poder nas próximas eleições presidenciais, disse hoje a líder da FN, Marine Le Pen (no DN de ante-ontem).