Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Que horror, quem faz assessoria de comunicação são mesmo profissionais da comunicação?

 

O Pacheco Pereira e os Abrantes descobriram agora que os governos têm adjuntos e assessores e que as assessorias de imprensa são feitas essencialmente por comunicadores, ou seja: jornalistas, consultores de comunicação e bloggers. Mas gostavam que fossem feitas por quem? Electricistas? Marinheiros? Políticos profissionais? Convém que esclareçam. 

Admiro ainda o espanto com que se referem às agências de comunicação. Porque só num país de conservadores, tacanhos e botas de elástico, é que não se aceita a necessidade da existência de um sector forte de Public Affairs. Antes o poder de influência praticado por profissionais da comunicação, do que por sucateiros. Tenho dito.

Um abraço de coragem para os Abrantes!

 

Os Abrantes têm vários motivos para odiar Fernando Nobre e só por isso interpreto com leveza e bom humor o que têm escrito sobre o mesmo. Em primeiro lugar, ainda estão chateados pelo resultado eleitoral das presidenciais, em que Fernando Nobre conseguiu um excelente resultado, sem precisar do apoio de máquinas partidárias e de gastar a fortuna despendida por Manuel Alegre e pelo PS na campanha.

Paralelamente, ainda não reagiram bem ao facto de Fernando Nobre ter entrado definitivamente para a vida política activa, pelas mãos do Primeiro-Ministro, Pedro Passos Coelho. Isto quando todos sabemos que o PS tentou assediar, por várias vezes, o ex-candidato a Belém, que nunca se reviu nem em José Sócrates, nem em todos esses fantasmas socialistas que agora abandonam a política activa.

Por fim, sei que os Abrantes têm andado nervosos, é que pelo andar da carruagem, se o Seguro ganha, nem para assessores do grupo parlamentar conseguem ir. Não desesperem amigos!

De se tirar o chapéu:

 

 

 

 

Os abrantes não brincam em serviço e, realmente, tenho de reconhecer o seu profissionalismo. É de tirar o chapéu!

 

Alguém colocou o ainda Primeiro-ministro (pelo menos nas horas vagas) à venda num site de leilões. Durante a tarde a coisa surgiu no facebook e restantes redes sociais. Fui espreitar. Deu para sorrir e nada mais - eu que gosto de uma boa piada, como aquelas que se podem encontrar AQUI, por exemplo, não liguei muito a esta pela falta de originalidade e até por não considerar de bom gosto. Pouco tempo depois, sumiu. Para parte incerta. Assim a modos que a governação.

 

A revista Sábado dá, AQUI, nota do "acontecimento". Para mim, relevante, é a forma profissional como os abrantes andam sempre atentos e ciosos da boa imagem do seu mais-que-tudo e sempre com um Bernardo atento a qualquer bernarda digital. Uma coisa nunca vista!

 

Só espero que o FMI não lhes corte o pio, eles fazem falta para alegrar a malta.

Os abrantes...

...já estão a preparar a cartilha anti-Nobre. Pelo sossego actual ainda não conseguiram compilar tudo. Mas não deve demorar muito. Já se ouve ao fundo: "Ó Luís, junto este documento assim:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

..ou assim?:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vai ser uma verdadeira "bernarda"...