Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Quem decide é o povo, não é o Renato.

 

Meu caro Renato: direita tudo bem, extrema nem por isso e templário muito menos. Até porque a extrema-direita, como devias saber, até é tendencialmente republicana (basta verificares que o principal partido nacional-socialista espanhol é o MSR - Movimento Social Republicano). Isto para não falar de todas as famílias reais que foram depostas, umas vezes exiladas e outras vezes mortas, pelas ditaduras do último século (de direita e esquerda).

Ditadura e monarquia são coisas que não combinam, principalmente na Europa moderna e no mundo actual (vivemos no século XXI), onde uma grande parte dos países mais desenvolvidos são efectivamente monarquias. Mesmo a tão liberal (do ponto de vista social) Holanda e os tão sociais-democratas estados escandinavos, recorrentemente elogiados pela esquerda, são monarquias.

O rei é o primeiro entre os seus pares e o seu poder emana directamente do povo - se o povo assim o desejar, óbviamente. E não foram raros os casos em que o povo foi chamado a votar para escolher a forma de chefia de estado do seu país, os melhores exemplos são os referendos feitos na Austrália e no Canadá. Em ambos os casos o povo decidiu manter a rainha. Em outros países, o povo optou pela chefia de estado republicana - o povo deve ser soberano.

Fiquei, na mesma, sem resposta à minha pergunta: porque é que os republicanos não permitem um referendo à monarquia?

Monarquia e os gostos exóticos da extrema-esquerda.

 

 

A extrema-esquerda pró-regicida com gostos exóticos, que vão da Albânia à Nicarágua, passando pela Coreia do Norte e Cuba, decidiu voltar a falar da monarquia. Se somos assim tão insignificantes, ignorantes e minoritários, gostava que me respondessem apenas a duas questões:

 

1) Porque é que ficam tão incomodados sempre que alguém fala da monarquia?

 

2) Qual a opinião desta extrema-esquerda sobre o facto do texto constitucional vetar um referendo à forma da chefia de estado? O povo não deveria ser soberano? Porque é que nunca deram a oportunidade ao povo de expressar a sua vontade pelo voto?

 

Aprender a ser democrata não é só aprender a ouvir as outras opiniões, é principalmente permitir ao povo que decida o futuro do seu país, livremente.