Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

A Questão Portuense:

 

 

 

 

 

As próximas eleições autárquicas, fruto da lei que limita os mandatos, vão obrigar os diferentes partidos a mudanças profundas nos seus candidatos. Segundo algumas contas, feitas por alto, estamos a falar de 1/3, no mínimo, de mudanças de cabeça de lista.

 

Um dos casos mais emblemáticos é o do Porto. O actual presidente, Rui Rio, não se pode recandidatar e se o PS já decidiu o seu candidato (Manuel Pizarro), a coligação PSD-CDS está longe de encontrar um candidato consensual. Ora, sendo o Porto a minha cidade, não posso deixar de reflectir sobre o tema.

 

O actual presidente da Câmara Municipal de Gaia, Luís Filipe Menezes, é um dos nomes mais falados para substituir Rui Rio. Contudo, será muito complicado (simpatia minha) o PSD e o CDS escolherem um candidato contra a vontade clara do actual presidente. Todos sabem a relação entre Rio e Menezes, não vale a pena fazer de conta…

 

Por sua vez, Rui Moreira surge como outra hipótese. Complicada para certos sectores do PSD-Porto mas óptima para o CDS fruto da sua antiga proximidade com este partido. O que pode ser um forte entrave ao consenso.

 

Por outro lado, José Pedro Aguiar Branco, um dos ilustres da cidade e consensual para as diferentes sensibilidades do PSD local e amigo próximo de Rui Rio, poderia ser uma forte hipótese. Contudo, JPAB prefere, julgo, continuar a cimentar a sua carreira a nível nacional e, em especial, em Lisboa (seja na Assembleia da República, seja num futuro Governo).

 

Assim sendo, olhando para o actual cenário e tendo presente que 6 meses em política são uma eternidade, só vejo uma figura consensual e com elevada capacidade de fazer o pleno no PSD e no CDS e tendo projecção política mais do que suficiente para ganhar a Manuel Pizarro.

Existe um candidato que agrada a Rui Rio e Filipe Menezes, que teria todo o apoio do PSD e do CDS (foi o grande obreiro das coligações autárquicas na Grande Área Metropolitana do Porto), com projecção regional e nacional, claramente vencedor e com enorme experiência autárquica.

 

Por muito surpreendente que possa parecer aos leitores que não são do Porto e arredores. Por estranho que possa parecer ao próprio, julgo que Marco António Costa é, neste momento, o único nome consensual de centro-direita e direita para liderar uma candidatura vencedora mantendo a Câmara Municipal do Porto.

 

Sinceramente, não vejo outra hipótese. Caso contrário, Manuel Pizarro poderá vir a ser o substituto de Rui Rio.

 

5 comentários

Comentar post