Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Cheiro a esturro

O pedido de ajuda externa que hoje se confirmou finalmente tem ainda muito por explicar, como já aqui disse. Começa por ser estranho que o ministro das Finanças anuncie a decisão por escrito e em resposta a um órgão de comunicação social, no caso o Jornal de Negócios, depois de na parte da manhã o próprio gabinete do primeiro-ministro ter garantido que essa ajuda não vinha aí. Afinal vem.

Parece que agora vivemos num país em que a Assembleia da República está a fechar a sua última sessão plenária desta legislatura e os deputados discutem com lirismo os prós e contras de um eventual pedido de ajuda, ignorando que ele já  estava em marcha. Vivemos num país em que, em dois ou três dias, o primeiro-ministro e o ministro das Finanças dão entrevistas contraditórias sobre o auxílio financeiro externo e depois não pedem desculpa, não informam o principal partido da oposição (e devem ter informado o PR em cima da hora) e, pior que tudo, evidenciam entre os dois um enorme distanciamento. Terá sido Teixeira dos Santos o principal mentor do pedido, encurralando Sócrates? Não me admirava nada. Mas Sócrates é, cada vez mais, uma figura do passado a quem só a campanha eleitoral permitirá um último sopro.

1 comentário

Comentar post