Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Presidenciais (29)

  

  

Três vencedores

  

CAVACO SILVA

Vitória clara - em todos os distritos, incluindo Beja, onde fora segundo em 2006 - numa campanha em que não houve verdadeiro debate sobre o seu mandato presidencial. Ao contrário do que alguns vaticinavam, não foi penalizado pela forte abstenção registada neste escrutínio. Beneficiando da notória incompetência de alguns adversários, ganhou nova legitimidade para reforçar o protagonismo no quadro político português. Disse com clareza ao que vinha: esperem dele, a partir de agora, uma "magistratura activa".

 

FERNANDO NOBRE

Coube-lhe nesta eleição o papel desempenhado por Manuel Alegre no escrutínio de 2006, reclamando-se dos valores da cidadania. Sem apoios partidários, sem aparato de propaganda, ignorado pela maioria dos comentadores, escandalosamente marginalizado por um certo "jornalismo de referência", congregou sectores importantes do eleitorado cansados de guerrilhas partidárias e dos jogos políticos de sempre. Uma lição para muitas vozes arrogantes, sobretudo à esquerda. 

 

JOSÉ MANUEL COELHO

O candidato anti-sistema que veio da Madeira para fazer política a nível nacional, sem nunca se levar demasiado a sério. Um papel em que ganhou a simpatia declarada de milhares de portugueses, que têm razões de sobra para se rever em boa parte do que disse este herdeiro da nossa melhor sátira vicentina, apontando o dedo a várias feridas. Caiu em graça por ser genuinamente engraçado, ao contrário do que sucedeu com Defensor Moura.