Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Presidenciais (25)

 

 

Num país onde os direitos dos cidadãos são espezinhados diariamente, onde muitas garantias constitucionais (com destaque para o direito ao trabalho) não passam de letra morta e onde as liberdades – nomeadamente no plano económico e social – estão sob ameaça permanente, há um candidato presidencial que tem como uma das suas principais bandeiras (a outra é a regionalização) a defesa dos direitos dos animais. Dir-se-ia que é um candidato fora do sistema, alguém apostado em tornar visível uma causa específica por falta de outro meio de acesso a uma tribuna pública. Nada disso: este paladino dos animais, Defensor Moura, é deputado do PS – o partido do poder – e co-responsável, através do seu voto no Parlamento, pelo Orçamento do Estado para 2011 – o mais restritivo e penalizador de que há memória num quarto de século em Portugal. 

Este deputado que sonha ser Presidente e que parece preocupar-se mais com o bem dos bichos do que com o bem da gente podia adoptar, como lema de campanha, aquela frase célebre do clássico de Orwell: “Quatro patas bom, duas patas mau.” Vinha mesmo a propósito.

14 comentários

Comentar post