Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Portugal Pré Cavaco

Sempre que saio de casa sou forçado a uma viagem ao Portugal Pré Cavaco Silva. A cidade de Florença é como Portugal era nos finais da década de setenta e início dos anos oitenta. Há escola aos Sábados: o fim-de-semana dos giovani e bambini só começa à uma da tarde de Sábado. Durante toda a semana, tudo o que é loja fecha para almoço, da uma às três e meia ou mesmo até às quatro. Até as pizzerie que só vendem para fora fecham para almoço! (Mas no Portugal Pré Cavaco não havia ainda pizzerie). Ao Domingo não há negócio algum que abra portas; a mesma coisa Sábado à tarde. Não há centros comerciais nem gigamercados (se os há ficam longe). E os estabelecimentos, mesmo os mais sofisticados, têm sempre pouca coisa: encontra-se computadores Toshiba mas só há um único modelo disponível. Por outro lado, existem retrosarias e sapateiros (fui ontem a um comprar atacadores: senti-me no milénio anterior!).

 

É o reino do comércio local, das lojas em que os empregados também são donos e em que os donos-empregados não prestam serviços aos clientes mas sim favores. É o comércio em que os clientes são avaliados pelos lojistas e não o contrário. "This is a local shop for local people" lê-se nos rostos dos empregados-donos, que mudam automaticamente quando percebem que o cliente não é dali: nem daquela cidade, nem daquele país.

 

Não falo da cidade lindíssima e hiper-turística. Falo da Florença de quem de facto vive aqui, de Segunda a Domingo, trabalhando ou estudando. E falo também de Portugal, que mudou muitíssimo a partir de Cavaco. O nosso país ganhou em comodidade (e comodismo, diga-se) e também na tecnologia aplicada ao quotidiano (também se diga que o país ainda não é nenhuma Estónia...). Sobretudo, o sector privado e as relações empresa-cliente melhoraram ostensivamente.

 

 

 

 

Ok, ok: Portugal recente nunca foi tão arcaico como o meu termo de comparação...

5 comentários

Comentar post