Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Não consigo perceber

Paulo Morais, uma pessoa que muito estimo, insurge-se contra o facto de Paulo Mota Pinto, presidente da Comissão de Orçamento e Finanças, ser também administrador não executivo da Zon. Francamente que não percebo qual a incompatibilidade que tal possa trazer ao exercício das funções públicas que Paulo Mota Ponto tem vindo a exercer. Com rigôr, isenção e, diga-se, porque não é supérfulo, com elegância e competência. Eu não acredito num parlamento, em Portugal em 2010, com 230 deputados competentes em exclusividade. Acresce que não só os compromissos do Prof. Mota Pinto são conhecidos e a sua acção absolutamente escrutinável (o que constitui, infelizmente, muito mais excepção do que regra) como existem mecanismos regimentais que possibilitam, caso seja oportuno e necessário, uma eficaz garantia de permanente compatibilidade entre capacidades públicas e interesses privados (se aplicados, é óbvio).

 

Paulo Mota Pinto não me constituíu seu advogado, nem precisaria. Mas custa-me assistir, passivamente, a que se aponte desta forma o dedo a uma pessoa da sua qualidade, quando o país tem tanta falta de políticos da cepa de que ele é feito. 

6 comentários

Comentar post