Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Que se terá passado?

A situação crítica que Portugal vive hoje é, de certo modo, surpreendente. Em Maio o PSD deu o seu apoio ao programa governamental de aumento de impostos correspondentes a um aumento adicional de receitas fiscais de 3 400 milhões em 2010 e 2011. Impôs ao governo, e este aceitou, medidas de corte de despesa que corresponderiam a 2400 milhões em 2010 e 2011. Estas medidas adicionais, se cumpridas, levariam a um défice de 7,1% do PIB em 2010 e 4,6% do PIB em 2011, sem sacrifícios adicionais.

 

Apesar da minha impaciência recorrente relativamente ao incumprimento do acordado em Maio no que respeita à verificação das medidas, o facto é que no inicio do Verão o eng. Sócrates foi peremptório em Bruxelas ao referir que “acreditava que as medidas já adoptadas pelo Governo são suficientes para atingir os objectivos orçamentais em 2010 e 2011”.  É certo que o PS recusou o pedido do PSD para se levar a cabo uma reunião parlamentar sobre o tema no início de Agosto, mas Sócrates tem mantido um tom optimista e ainda há apenas um mês nos dizia que “o crescimento da economia verificado em Portugal foi o dobro do previsto pelo Governo no início do ano”.

 

É por isso que não percebo o que se terá passado. O governo deve uma explicação aos portugueses e eu não descansarei enquanto os portugueses não a tiverem.

 

amanhã na minha coluna habitual do Correio da Manhã

 

PS: dedico esta nota curtinha aos corporativos e ao seu actual compagnon de route o coimbrinha Nunes Vicente. A nota é pequenina e por isso, espero que, desta vez, consigam entender.