Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Presidenciáveis (32)

 

Pedro Santana Lopes

 

Haver mais que um candidato presidencial à direita numa primeira volta, à semelhança do que sucede em França, não é nenhum drama. Foi Bagão Félix quem disse isto recentemente. E está cheio de razão. Se a esquerda tem sempre vários candidatos a Belém, por que motivo a direita não há-de fazer o mesmo para não ficar dependente de uma só personalidade, chamada Basílio Horta, Ferreira do Amaral ou Cavaco Silva?

Pedro Santana Lopes pode ser esse candidato. Recentemente, este nativo do signo Caranguejo que completa 54 anos na próxima terça-feira admitiu não ter motivação para votar em Cavaco. À direita, não falta quem pense como ele.

 

Prós - O ex-líder do PSD quer ser Presidente e não esconde esta ambição, ao contrário do que seria politicamente correcto, bem à portuguesa. Tem um grupo de fiéis apoiantes que pode mobilizar a qualquer momento. Poderá contar com o voto de muitos eleitores do CDS, mesmo sem o apoio formal de Paulo Portas.

 

Contras - Persegue-o a fama de se candidatar a cargos para os quais não chega a aquecer o lugar - de presidente da câmara de Lisboa a primeiro-ministro, passando pela presidência do Sporting. Os cavaquistas jamais lhe perdoarão a eventual decisão de desafiar o actual Chefe do Estado. É um alvo apetecível para a esquerda: Santana gera muito mais anti-corpos do que Cavaco.

2 comentários

Comentar post