Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Gostei muito de (não) vos conhecer

 

Adeus a quem ainda tinha a paciência de me ler, imagino que cada vez menos. Um desafio atravessou-se no meu caminho, é maior do que eu e por isso o decidi percorrer. Agradeço em primeiro lugar a quem me trouxe a esta casa, por virtual que tenha sido; Ao Francisco Almeida Leite, meu amigo e comandante deste barco mas igualmente e em primeiro lugar no coração a um outro amigo, chamado Luis Naves. Alguém que reparte comigo desde há vinte anos tanto o difícil quanto o fácil, transmitido em conversas com tudo lá dentro.

Agradeço também a tod@s @s que  na coluna da esquerda estão referenciad@s e aos que hoje não estão lá mas estiveram no início e por isso formaram parte desta etapa na minha vida. E ainda a todos os que fazem da blogocoisa um mundo onde se dialoga com o devido humano e livre respeito pelas matizes e as diferenças, políticas ou sejam elas quais forem, numa altura em que tudo tende para a binária relação do sim ou do não, do deve e do haver, do mercantilismo e da lógica binária e redutora do "quem não está comigo é contra mim".

Que para todos - os que comigo escreveram e me leram, mesmo os que nunca o fizeram - os tempos que se aproximam sejam o que procuram para si e os seus, na proporção daquilo que deram e dão, eis o que desejo.

Tudo tem um início e um fim. Nada é eterno excepto esse Algo inominável e inclassificável que nos deu a vida. E é justo e perfeito para mim que esta etapa termine aqui e hoje. Assim. Sem mácula e com um obrigado a tod@s, num abraço estendido sem excepção.

8 comentários

Comentar post