Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

A Distrital do Porto do PSD:

Ontem, na Assembleia Distrital do Porto do PSD, a primeira após as legislativas, Marco António Costa deixou três mensagens significativas: O tempo não é de festejos mas de trabalho; Provocou eleições antecipadas e lembrou que 2013 é já amanhã (eleições autárquicas). Foi uma intervenção corajosa, sobretudo no primeiro aviso que deixou aos militantes.

 

O Presidente da Distrital do Porto do PSD foi bem claro. Salientando o excelente resultado obtido no distrito, o melhor dos últimos 20 anos e um dos melhores de sempre, sublinhou a mudança até num ponto pouco habitual, sobretudo quando olhamos para o anterior governo: as escolhas para os lugares estão e continuarão a ser feitas tendo em conta as qualidades técnicas, profissionais e políticas dos escolhidos e não apenas e só pelo facto de serem militante do partido.

 

Esta primeira declaração foi um aviso à navegação. Os corporativos fartaram-se de escrever sobre “o pote” e procuraram passar uma ideia simples: se o PSD vencer vai “atacar” os lugares. Tal como foi feito na anterior legislatura pelo governo cessante. A primeira marca de diferença, de mudança, já está a ser colocada em prática e foi isso que Marco António quis deixar bem claro aos militantes do Porto.

 

Depois, informou que a Distrital do Porto, a maior do país, vai a eleições antecipadas já a 22 de Julho. Foi a surpresa geral. Depois de uma vitória retumbante, ninguém esperava uma decisão dessas. Obviamente, as eleições autárquicas de 2013 podem ser a razão principal para esta decisão. No Distrito do Porto não são poucos os actuais presidentes de câmara impedidos de se recandidatar e tudo indica que não serão umas eleições fáceis para os dois partidos no poder. A preparação atempada a isso obriga.

 

Não sei, nem faço a mais pequena ideia, se Marco António se vai recandidatar. A Distrital do Porto teve um comportamento exemplar e fundamental antes das eleições, durante a campanha e após a vitória. Não esqueço a impressionante campanha no distrito nestas legislativas. Ao longo destes anos conseguiu crescer (em militantes e em militância) e ser uma voz atenta e escutada no Distrito, no Norte e no país. Se Marco António se recandidatar, terá uma vitória expressiva (e merecida) fruto do trabalho que ele e a sua equipa fizeram e natural, tendo em conta que somos um povo com memória.

 

Uma coisa eu sei: o Porto e o Norte precisam de uma distrital do Porto do PSD que continue a ser forte, atenta e interventiva.

 

 

ADENDA DE ÚLTIMA HORA: O Miguel Abrantes, sempre um querido, não leu a coisa convenientemente. Ora, entre fazer-lhe um desenho e explicar por escrito, prefiro a última pois sempre fui fracolas a desenhar: quando falo, logo no início, em "provocou eleições antecipadas" estou a falar, como facilmente se depreende ao ler o resto do post, de antecipadas na Distrital. Eu percebo o Miguel, ainda está traumatizado com o resultado de 5 de Junho. Para a próxima vez, peço ao secretário da mesa uma cópia da acta e envio-lha.

Posso enviar pelo Assis? Será Seguro?

8 comentários

Comentar post