Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Sérgio Gomes 08.06.2011 21:57

    Apesar de não me rever no PCP não vejo porque raio se há-de dar menos espaço a quem quer que seja!! A opinião de todos deve ser respeitada, ouvida e contestada se motivos houver, agora silenciada por falta de espaço!!! Haja paciência para aqueles que pensam que são os donos da razão....
  • Imagem de perfil

    raioverde 09.06.2011 00:03

    eu também não percebo porque raio é que não percebeu o que acima está dito.

    Mas tento explicar melhor, apesar dos parênteses "explicativos"(para bom entendedor...).

    Como deve ter reparado, eu não critiquei o facto de se ter convidado o Dr. Carlos Carvalhas, nem abomino a pessoa, nem ponho em causa que acredita no que diz( o que já de si é um grande valor), nem sequer o papel histórico importante da esquerda em geral e do PCP em particular, em alguns episódios da nossa história.

    Agora simplesmente discordo totalmente dos seus propósitos e não deixo de ter em conta o totalitarismo que pressupõem as políticas marxistas leninistas.

    E também não ignoro que não são adequados os pensamentos desse mesmo partido a qualquer economia de mercado e bem estar. Nem a uma economia devedora do montante que devemos.

    E efectivamente a minha opinião livre e descomprometida(completamente descomprometida) é que as suas ideias acabam na prática por ser uma verdadeira BRINCADEIRA, que põem em causa a alimentação e qualidade de vida de muitas pessoas.

    E penso também que não têm noção que o dinheiro não nasce do céu e que para haver direitos também tem de haver deveres.

    Para terminar este já longo comentário ao comentário, deixe-me só dizer-lhe que não pretenderia silenciar ninguém.

    Apenas gosto que se vençam esses argumentos com outros(melhores na minha opinião) e com a voz da razão, que penso estar do lado de quem escreveu este post.

    Aliás, silenciar esse campo político, seria silenciar a voz de quase toda a minha família, que por azar, ou não, tem que aturar alguém que se considera de direita, principalmente num país tão à esquerda.

    Não.
    Apenas penso que pela força dos argumentos se deve atingir o desiderato de dar menos ressonância a certas ideologias , como aconteceu.

    Talvez o Sr., que todo o respeito me merece, deva não só ter Paciência para aturar "aqueles que se julgam donos da razão", mas também para ler mais nas entrelinhas, e, já agora, entre parêntesis.

    Cumprimentos respeitosos a V. Exa.


    P.S.: Calculo que agora critique a palavra "vençam" ou outra que encontre. Mas digo-lhe sinceramente que me parece que mesmo que escolhesse o meu vocabulário de modo a passar no seu teste, dificilmente o conseguiria.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.