Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Mal au coeur

Depois de um valente tiro no pé dos corporativos, eis que a matéria passa da razão para o coração. O que leva agora estas figuras a defender com unhas e dentes o blogue feito pelos assessores de Sócrates? É simples: o perigo de derrocada e o desespero estão a potenciar a autofagia.

Mas voltemos ao que interessa. O tal blogue cometeu um erro básico esta semana (algum dia tinha que acontecer), ao dedicar-me dois posts seguidos sobre o mesmo assunto, assinados pelo mesmo autor (o fantasma "Miguel Abrantes"), mas com estilos e ângulos completamente diferentes. No dia seguinte, para emendar a mão, outro autor (desta vez um tal de "João Magalhães") entra também na senda do insulto (coisa corriqueira por aqueles lados, pelos vistos agora avalizada por muito boa gente) e até usa uma frase do outro, o tal "Abrantes", para compor a coisa. É mais ou menos como se um jornalista citasse o seu chefe directo para elaborar o seu texto. Coisa ridícula, portanto.

 

Atrapalhados com a partilha dos usernames e senhas do "Abrantes", os ditos assessores pensaram numa solução: que tal virar a coisa ao contrário? E hoje surge um post, em resposta a isto, com a nomeação de uma série de assessores do grupo parlamentar do PSD, querendo com isso visar o Carlos Nunes Lopes, que escreve no 31 da Armada, e o Rui Crull Tabosa, do Corta-Fitas. Sucede que estas duas pessoas dão a cara pelo que escrevem, goste-se ou não do que publicam, e não se refugiam nunca no mais cobarde dos anonimatos para atacar jornalistas, políticos da oposição e, mais grave ainda, o Presidente da República, um dos alvos preferidos do blogue Câmara Corporativa, comummente atribuído a assessores do Governo.

 

A que se deve esta cambadela? Onde foram buscar os corporativos buscar a nomeação daqueles dois bloggers em tempo real? Ao google? Ao DR online? Não, limitaram-se a usar a máquina sempre ao seu dispor, ou seja: a que é paga com o dinheiro dos nossos impostos. A máquina do Estado, que alguns responsáveis deste Governo põem nas mãos de gente disposta a tudo. Até a denegrir, insultar ou ridicularizar tudo e todos os que não concordam com o grande chefe. Mesmo que para isso levem o Presidente na enxurrada.

 

A questão é nova, nunca se debateu, mas se continuar a merecer um assobiar para o lado é um crime ignóbil. Em que País estamos, afinal? É politicamente aceitável continuarmos sem saber quem são estes senhores que pisam e repisam um Presidente, à distância de um click? De onde vem aquela informação toda? Que arquivo tem aquele blogue alojado no Blogspot? Quem alimenta aquele monstro?

3 comentários

Comentar post