Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Portugal é capaz.

Fui esta tarde ao lançamento do dicionário que me vêm segurar aqui ao lado apenas com o propósito de dar um abraço ao Carlos Coelho, que desde 2005 tem dinamizado este projecto de referência no que respeita aos assuntos europeus. Não há semana em que não tenha recorrido à edição anterior, e a nova vai pelo mesmo caminho, consideravelmente actualizada e enriquecida que está.

 

Da intervenção de Pedro Passos Coelho - que sucede a Jorge Sampaio como "padrinho" desta edição - retive duas mensagens. A primeira é que Portugal precisa de mais pessoas que como o Carlos Coelho sejam capazes de apresentar os resultados com que se comprometem. Dentro e fora do PSD é lendária a capacidade de organização e a persistência que o Carlos Coelho coloca em tudo o que faz, e que tem assegurado o sucesso e a perenidade de verdadeiras instituições como a Universidade de Verão Francisco Sá Carneiro ou o Dicionário de Termos Europeus. A homenagem é portanto mais que merecida e a inspiração para a atitude do próximo governo é muito bem vinda. 

 

A segunda mensagem cito ipsis verbis, embora de memória: "temos que dizer à Europa que Portugal é capaz. Não é por termos sido governados por incapazes durante alguns anos que não somos capazes de cumprir aquilo com que nos comprometemos." Esta é, evidentemente, uma mensagem fundamental, para dentro e para fora. No dia em que um dos cronistas mais influentes do mundo escreve sem meias-tintas que uma união monetária não se governa com pessoas como Sócrates, e depois de a própria Comissão Europeia ter sentido a necessidade de repudiar o ilusionismo caseiro de SExa. o primeiro-ministro, não há como ignorá-lo: Portugal tem que afastar do poder quem desbaratou o crédito do País se quiser recuperar a credibilidade que merece. Não duvido de que Portugal é capaz.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.