Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

Albergue Espanhol

"-Já alguma vez estiveste apaixonado? - Não, fui barman toda a minha vida." My Darling Clementine, John Ford.

O melhor de dois mundos

José Sócrates esteve hoje, no intervalo do Barcelona-Real Madrid, a anunciar o que chamou de um "acordo" com a troika, mas que mais parecia um tempo de antena de campanha eleitoral pura e dura. O primeiro-ministro disse tudo o que não vai acontecer, falta saber o que se irá mesmo passar no plano de 'ajuda' financeira ao País que agora tem de ser revelado aos partidos políticos com assento parlamentar. Segundo Sócrates, não há cortes no 13.º e 14.º mês de trabalhadores e pensionistas, não há cortes de ordenados na Função Pública, não há despedimentos sem justa causa, não há privatização da Caixa Geral de Depósitos, não há cortes nas pensões até aos 1500 euros, não há nada de mau, portanto...

 

É tudo bom, então? Só se for para quem ainda acredita no Pai Natal. Sócrates escondeu o jogo todo, omitiu a questão fiscal e da reforma laboral, por exemplo. Prepara-se para tentar sair por cima depois desta novela toda. Por isso é que a oposição, e em especial o PSD e o CDS, que aspiram a ser alternativa, têm que analisar muito bem o "acordo". Como dizia hoje o dr. Soares, sem revelar "subserviência" e, acrescento, com um sentido de oportunidade e de serviço ao Estado português.

 

Estes anos seguidos de desvario político e financeiro têm de ter um fim, dê por onde der. Mas estou seguro que este é apenas mais um episódio e está longe de ser o último. O novo Governo que irá sair das eleições de 5 de Junho, seja ele qual for, tem que pôr ordem nisto e começar pelo essencial: pôr os pés bem assentes na terra. Chega de ilusões. Aguardemos com expectativa o que a troika tem para nos dizer. De certeza que isto não virou, do dia para a noite, num oásis que se resolve com medidas avulso e tomá lá 78 mil milhões de euros. Não podemos ter, como alguns nos querem convencer, o melhor de dois mundos.

4 comentários

Comentar post